Home / Destaque / Debate CEOs Engenharia 2020 sobre desafios da Infraestrutura abre Semana do Engenheiro

Debate CEOs Engenharia 2020 sobre desafios da Infraestrutura abre Semana do Engenheiro

Começa nesta sexta-feira, 9, o mais importante evento da engenharia mineira: a Semana do Engenheiro. Na abertura, CEOs de grandes empresas e instituições ligadas à engenharia brasileira discutirão um tema que interessa de perto aos brasileiros: os desafios da infraestrutura. No Dia do Engenheiro, dia 11, data em que a profissão foi regulamentada, em 1933, haverá a entrega da medalha “Engenheiro do Ano”, ao diretor-presidente da holding Andrade Gutierrez S/A, Ricardo Sena. Nos outros dias da semana que vem, temas que interessam de perto aos engenheiros à sociedade com um todo estarão em debate na SME.

O Dia do Engenheiro sempre foi comemorado festivamente pela SME, sendo que a partir de 1989 passou a fazer parte da festividade a entrega da Medalha Engenheiro do Ano, que visa homenagear o engenheiro que tenha se destacado no exercício profissional.

Na atual gestão, o presidente Ronaldo Gusmão entendeu que a importância da engenharia em todas as atividades ligadas à sobrevivência e qualidade de vida das pessoas, merecia ser comemorada não só no Dia do Engenheiro, mas instituindo-se a Semana do Engenheiro, com palestras de temas atuais de maior relevância e demanda dos profissionais.

Portanto, este é o terceiro ano consecutivo que a Semana do Engenheiro tem se destacado como o evento de maior importância da entidade, com a participação de um grande número de profissionais, que se beneficiam com informações de palestrantes especialistas nas diversas áreas abordadas, mas, principalmente nos debates e relacionamentos que provocam ao final de cada evento.

A semana será aberta na sexta, pelo debate “CEOs da Engenharia 2020 – O Desafio da Infraestrutura”. Quatro temas estarão em discussão, na sede da SME. Pela manhã, os debates serão sobre “Engenharia e Inovação para a Infraestrutura”, com o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) e o diretor de Engenharia da Engelog, Luiz Felipe Alves; e “Produtividade e Atratividade para os Investimentos”, com o economista e ex-ministro do Planejamento Paulo Paiva e o presidente do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais, Sérgio Gusmão Suchodalski.

Na parte da tarde, também nesta sexta, os presidentes do Sindicato das Empresas de Construção Pesada no Estado de Minas Gerais (Sicepot), Emir Cadar Filho, e o secretário de Transportes e Obras Públicas de Minas, Marco Aurélio de Barcelos Silva, discutirão “Os portfólios e projetos para a infraestutura”. Fechando a programação, o debate será sobre “Perspectivas e tendências” para a infraestrutura brasileira nos próximos anos, com palestras do engenheiro José da Costa Carvalho Neto, diretor do Conselho Mundial de Energia e ex-presidente da SME e da Eletrobrás; e de Tiago Machado, diretor da Ericsson Brasil.

Ruído ambiental – Na segunda-feira, 9, a Semana do Engenheiro irá discutir um tema que interessa de perto aos belo-horizontinos: o barulho. Na parte da manhã os participantes irão discutir “O ruído ambiental e uma nova legislação para Belo Horizonte”; na parte da tarde, “O desempenho acústico de edificações e os desafios da construção”. Ao final da manhã, será apresentada a proposta de uma nova lei para a prevenção, educação, combate e controle da poluição sonora em Belo Horizonte e assinado termo de compromisso para o início da tramitação do projeto na Câmara Municipal de BH.

De acordo com o engenheiro Krisdany Cavalcante, coordenador da Comissão de Desempenho Acústico da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e vice-presidente da Sociedade Brasileira de Acústica (Sobrac), 67% das queixas recebidas pelos órgãos ambientais nas grandes cidades são de poluição sonora. No caso de Belo Horizonte, a legislação que regula o assunto tem muitas inconsistências, tendo sido demandada por vários setores uma atualização. A discussão em torno das mudanças começou há quatro anos, reunindo músicos, donos de bares e restaurantes e entidades representantes de moradores, além de fiscais da Secretaria Municipal de Meio Ambiente da Prefeitura de Belo Horizonte.

Segundo Krisdany Cavalcante, o resultado dessa discussão é o projeto de lei que será apresentado durante a Semana do Engenheiro e que será encaminhado à Câmara Municipal de Belo Horizonte. Durante o evento, haverá a assinatura de um termo de compromisso para formalizar o apoio da prefeitura e da Câmara Municipal ao início da tramitação da proposta.

Desempenho acústico – Igualmente elevado, segundo Krisdany Cavalcante, é o volume de queixas quando ao desempenho acústico de edificações, fato que, segundo ele, tem gerado muitas ações judiciais. Durante a Semana da Engenharia, ele irá apresentar as duas novas normas da ABNT que tratam do assunto, a NBR 10151 e a NBR 10152, além da norma ISO que trata apenas da acústica de edificações. Segundo ele, as normas da ABNT são de aplicação compulsória e foram fruto de uma ampla discussão que envolveu representantes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Confederação Nacional da Indústria (CNI) e várias universidades, como a Unicamp, Universidade São Paulo (USP) e Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Riscos da engenharia – Tento em vista os recentes acidentes em obras de engenharia ocorridos no Brasil, como o desmoronamento de barragens, e o aumento das ocorrências que sempre acontece nos períodos de chuva, um dos temas em debate na “Semana da Engenharia” será a “Redução de riscos nas atividades da engenharia”. Serão quatro painéis: “Direito Aplicado à Engenharia”, “Inspeção predial: mercado, desafios e oportunidades”, “A importância da inspeção e manutenção predial na redução de riscos” e “Gestão de riscos e desastres em Belo Horizonte. O debate será no dia 10, a partir de 18h.

Engenheiro do Ano – No dia 11, quando se comemora o Dia do Engenheiro, acontecerá a entrega da medalha “Engenheiro do Ano”, ao engenheiro Ricardo Sena, presidente da Andrade Gutierrez S/A. Na empresa, ele está desde 1981, onde começou como Chefe do Departamento de Orçamento. Desde julho de 2015, ele é o presidente da holding Andrade Gutierrez e presidente do Conselho de Administração do Grupo AG.

Nestes cargos, é o timoneiro da volta por cima que a empresa está dando depois de envolvida na Operação Lava Jato, em 2015. Porém, a empresa se reorganizou. Melhorou sua política de compliance, investiu em inovação, na busca da excelência operacional e reduziu ao máximo as operações com o poder público.

Ricardo Sena é o diretor-presidente da holding Andrade Gutierrez S/A Crédito Leo Pinheiro/Valor/Agência O Globo

O resultado concreto é o faturamento de R$ 4,5 bilhões previsto para este ano. Hoje, aos 71 anos, a Andrade Gutierrez S/A é um conglomerado de empresas que atua nas áreas de engenharia, concessão de serviços públicos, geração de energia, telecomunicações e saneamento básico; que tem cerca de 50 mil funcionários, já executou mais de 900 projetos e atua hoje no Brasil, América Latina, EUA, Europa e África. Nesses dois últimos continentes, por meio da suas subsidiárias Zagope e Inzag, com sedes em Lisboa e Berlim.

Por ter conseguido fazer a Andrade Gutierrez dar a volta por cima, ele foi escolhido “Engenheiro do Ano” pela SME. De acordo com a entidade, a escolha se deu porque a Andrade Gutierrez soube se manter firme e com êxito no propósito de recuperar a sólida posição que tinha como uma das mais importantes companhias multinacionais brasileiras de engenharia.

No fechamento da Semana do Engenheiro estão dois debates sobre temas extremamente atuais. O primeiro é sobre “O sucesso em processos seletivos e na carreira profissional”; o segundo, sobre “Energias renováveis – tecnologias e aplicações”. O evento acontece em um momento particularmente delicado, quando a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) abriu consulta pública para a mudança nas regras da geração distribuída de energia solar. Serão três painéis, sobre “Eficiência e soluções energéticas”, “Impactos da geração distribuída na rede de distribuição” e “Energia eólica – desafios e perspectivas”.

O debate sobre carreira profissional tem com pano de fundo o aparecimento de sinais reaquecimento da economia, com a retomada da construção civil. De acordo com o presidente da SME, Ronaldo Gusmão, o número de postos de trabalho de engenheiro perdidos caiu de 17.771 em 2015 para apenas 238 no acumulado entre janeiro e outubro deste ano. Segundo Gusmão, o Brasil está há quatro meses com saldo positivo na abertura de vagas de engenheiro. “Isso sim é uma notícia para ser comemorada”, ressaltou o presidente da SME.

O debate sobre as perspectivas para a carreira de engenheiro será na sexta, 13, à noite, e poderá ser extremamente útil para quem está atrás de uma vaga. Os painéis serão sobre “Como responder sobre seu estilo durante a entrevista”, “Os bastidores de um processo seletivo – o olhar de um headhunter” e sobre “Marketing pessoal para engenheiros, construção de carreira e marca pessoal”. O evento também será a partir de 18h.

A engenheira Marita Arêas Tavares afirma que o debate sobre o tema é importante por entender que os processos de seleção muitas vezes se tornam a maior barreira para o acesso ao mercado de trabalho, até mesmo para profissionais experientes. “Assim, são apresentadas palestras que trazem informações importantes, que vão muito além de um excelente currículo técnico, mas que fazem a diferença para a ocupação de uma vaga no mercado de trabalho cada vez mais exigente e atenta ao perfil do candidato”, afirma Marita.

Os debates acontecerão na sede da SME, na rua Timbiras, 1.514. Para participar, é preciso fazer a inscrição prévia, pelo Sympla, em www.sympla.com.br/sme. Confira a programação completa, com palestrantes e horário no site da SME, em www.sme.org.br

Sobre CPD

Veja Também

Na abertura da Semana do Engenheiro, um debate importante: o desafio da infraestrutura

Um dos grandes desafios que o Brasil tem pela frente é o da infraestrutura – …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.